O Rei e O Cadáver – 2º ATO – Cena 1 da 1ª PP (O Príncipe e a Donzela)

Cadáver: Em um reino não tão longe, um jovem Príncipe saiu para caçar com vários nobres. Acompanhado de seu Amigo, filho do chanceler, o Príncipe resolveu se separar de todos e descansar próximo a um rio.

(Abre as cortinas. Na floresta os dois amigos descansam. O Amigo está encostado em uma árvore olhando para a extensão do rio enquanto o Príncipe olha para a outra margem).

Amigo: (Tranqüilamente e observando o horizonte). Príncipe, creio que daqui a pouco devemos voltar para o grupo de caça, eles já devem ter percebido nossa ausência.

Príncipe: (Rindo levemente). Percebo sua preocupação disso ter acontecido. Vamos descansar mais um pouco ai partiremos. Não se preocupe que tomarei a responsabilidade para mim e direi que te obriguei a se afastar deles comigo.

Amigo: (Rindo também). Mas a idéia realmente foi sua.

Príncipe: (Rindo um pouco mais). Melhor, assim não precisarei mentir. (Ambos começam a rir e, de repente, o príncipe se silencia e se levanta surpreso, se aproximando do rio). Quem é aquela deusa?

Amigo: (Se levantando e vendo sobre o que o Príncipe esta falando). Quem?

Príncipe: (Com ênfase). AQUELA DEUSA!

Amigo: Não sei, mas parece que ela te notou. (Olhando curioso). Ela está fazendo sinais.

Príncipe: Você tem razão! O que ela está dizendo? Não consigo entender.

Amigo: Ela está perguntando seu nome.

Príncipe: Sério? Como você sabe?

Amigo: Consigo compreender seus gestos. Quer que eu responda?

Príncipe: Ainda não. Diga a ela que quero saber seu nome antes de dizer o meu.

Amigo: (Fazendo alguns gestos). Ela disse que lhe contará tudo sobre ela se esse é seu desejo.

Cadáver: E assim a Donzela contou ao jovem Príncipe qual o seu nome, sua casta, de que reino ela vinha, aonde morava, porque estava naquele rio, entre outras tantas coisas. (Escurece o palco). O Príncipe foi embora, com aquela maravilhosa imagem vívida em sua mente. No dia seguinte, o Príncipe convenceu seu Amigo, filho do chanceler, a retornar com ele até aquele rio, na esperança de se reencontrar com a Donzela.

Príncipe: (Procurando na outra margem). Nada dela! Como farei para me encontrar com ela novamente?

Amigo: Não se preocupe Príncipe, ela nos deu todas as informações que precisamos para encontrá-la.

Príncipe: Você está sugerindo para irmos ao reino onde ela vive e visitá-la?

Amigo: Se essa for sua vontade, sim.

Príncipe: Claro que é minha vontade, meu Amigo! Avisarei meu pai que sairei em viagem e partiremos.

Cadáver: Ansioso, o Príncipe retornou ao seu reino e preparou-se para a viagem.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: