O Rei e O Cadáver – 3º ATO – Cena 3 da 2ª PP (As Filhas do Brâmane)

Cadáver: Por um tempo a filha mais velha procurou as outras irmãs. Quando todas estavam reunidas, elas voltaram para onde seu amado fora cremado. (Abrem as cortinas. No palco estão as três irmãs conversando).

Filha 3: (Com curiosidade). O que você diz é verdade irmã?

Filha 1: (Com insistência). Sim, é a mais pura verdade!

Filha 2: (Com arrogância). Pois eu duvido.

Filha 1: Mas eu vi com meus próprios olhos!

Filha 3: Pode ser verdade mesmo. (Se dirigindo à Filha 2).

Filha 2: Não sei se acredito tanto na sua visão.

Filha 1: (Um pouco impaciente). Não foi uma ‘VISÃO’! Eu fui testemunha de um FA-TO! Eu vi a criança ser ressuscitada a partir de suas cinzas, com a recitação das palavras mágicas desse livro! (Ela mostra o livro).

Filha 2: Não sei ainda se acredito.

Filha 3: Não custa nada tentarmos, não é irmã? (Perguntando para a mais velha).

Filha 1: Também acho que não custa nada tentarmos. Se você não quiser participar, tudo bem, mas precisaremos que você saia para não nos atrapalhar!

Filha 2: Eu vou participar, mesmo não acreditando. Participarei, pois minha maior intenção é que meu amado volte a vida.

Filha 3: NOSSO amado!

Filha 2: Sim, nosso amado.

Filha 3: Do que precisaremos?

Filha 1: Das cinzas, dos ossos, alguns incensos e das palavras mágicas do livro.

Filha 2: Creio que temos tudo isso aqui.

Cadáver: Elas se prepararam para o ritual. Fizeram as oferendas de odor e oração aos deuses (Filha 1 “acende” [não é para acender nada! É de mentirinha, ok? rs] alguns incensos e se prepara com o livro aberto na sua frente e começa a recitação [sem som, apenas interpretando que está recitando algo]), para depois a filha mais velha, iniciar a recitação que ela presenciou. Dessa forma, dos restos do jovem brâmane ele ressurgiu cheio de vida, mais belo do que antes! E a paixão das três irmãs aumentou ainda mais.

Filha 2: Meu amado voltou!

Filha 3: Não! Ele é MEU amado!

Filha 1: Não importa o que vocês sintam, sou eu que me casarei com ele!

Filha 3: Nunca! Você nunca teria conseguido trazê-lo de volta se não fosse pelos ossos que eu trouxe!

Filha 2: (Ri debochando). Hahahaha! E se não fosse as cinzas que guardei? Como ele poderia ter sido ressuscitado?

Filha 1: Você estão esquecendo, que se eu não tivesse testemunhado essa magia e roubado esse livro, vocês estariam choramingando sem nada para fazer a respeito! Portanto ele é MEU!

Filhas: (Discutindo). É MEU! É MEU! NÃO, É MEU!

Cadáver: E a disputa continuou por muito, muito…

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: