O Rei e O Cadáver – 3º ATO – Cena 6 da PC

Cadáver: …muito tempo. Ninguém sabia o que deveria ser feito do jovem brâmane, nem mesmo o pai das moças, que fora consultado depois do incidente.

(Abrem as cortinas. Cemitério).

Cadáver: E então, a quem ele pertence como esposo? Se você tiver resposta e não me disser, você sabe para onde eu volto, não é?

Rei: (Após um pequeno tempo de reflexão). Aquela que o trouxe de volta a vida com a força da magia é sua mãe. A que emprestou serviço piedoso a seus ossos, lavando-os no Ganges, cumpriu o dever de filha. Mas aquela que dormiu sobre as cinzas, que não se separou dele e lhe devotou a vida, merece o nome de esposa.

Cadáver: (Irônico). Hahahahah! Fantástico majestade! Sua sabedoria é imensa! Agora vamos para a próxima história! Hahahahha!

Rei: (Suspira e faz cara de cansaço sabendo o que viria).

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: