O Rei e O Cadáver – 5º ATO – Cena 8 da PC

Cadáver: Naquela situação, a jovem Esposa não sabia o que fazer. Não sabia quem tomar como esposo. (As cortinas se abrem. Está o Rei e o Cadáver). Agora me responda, majestade: Quem, portanto, a jovem deve tomar como esposo? O que tem o corpo do marido ou o que tem sua cabeça? Se você souber a resposta e não…

Rei: (Respondendo sem pensar e interrompendo o cadáver). Àquele que tem a cabeça do esposo, pois pertence a cabeça a posição suprema sobre os outros membros.

Cadáver: Meus parabéns! Você é uma pessoa muito determinada, majestade. (Irônicamente). Sua filha é muito afortunada de tê-lo como pai.

Narrador: E o Rei escutou mais e mais histórias. Para cada uma delas, o Cadáver fazia perguntas e o Rei as respondia. (O cadáver interpreta como se estivesse contando várias histórias e o rei como se estivesse escutando e respondendo repetidas vezes). Parecia não haver nada que o Rei não soubesse responder, ou acreditasse não saber responder.

Cadáver: O senhor já deve estar se cansando de tantas histórias, não é majestade? Já foram 24, o senhor deve amar mesmo sua filha para estar se esforçando tanto, não é? Logo o dia está por vir, o sol vai nascer, os passarinhos vão cantar e a maldição não poderá ser desfeita. Deixe-me então parar de tomar seu tempo e ir direto para a próxima história.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: