Outcasts – Livro I: Párias – Capítulo 1 (Parte I)

Azirel Sel’Xarann fazia parte de uma família de mercadores de Menzoberranzan, mas há muito tempo deixou sua casa e seus deveres de lado, unindo-se a um mestre para se tornar um eremita nas cavernas do Underdark. Por muito tempo ele caminhou pelos gloriosos túneis subterrâneos de Faerun junto a seu mestre e posteriormente sozinho. Visitou várias das maravilhosas cidades drows, mas nenhuma se comparou a sua cidade natal. Mesmo assim, fez alianças fortes com vários mercenários, aceitando uma ou outra oferta de trabalho. Entre esses mercenários os Bregan D’Aerthe estavam no topo de sua estima.

Seus dias de andanças e explorações acabaram quando ele percebeu que havia se desenvolvido muito suas técnicas de combate e comunhão com a sinistra natureza do Underdark, e não havia ninguém para quem ele pudesse passar toda sabedoria e técnica de sua linhagem. Esses pensamentos o perturbaram por muito tempo, mas o destino reservou a ele surpresas agradáveis até demais para um drow não desconfiar.

O experiente Sel’Xarann ainda se encontra impressionado com o que ocorrera. Sem conseguir esconder toda a sua satisfação – que surge sempre que observa seu discípulo – ele reflete sobre até que ponto não está demonstrando fraqueza. Por mais que nunca tenha sido um drow muito religioso, sua ligação com Lolth é forte, afinal de contas seu maior companheiro é um macho de Aranha-Espada. Ele sabe que para muitos drows a afeição pelo seu discípulo seria uma demonstração de imensa fraqueza, mas em suas reflexões as razões para tal satisfação eram sim a manifestação de sua devoção à deusa. Ele conhecia muitos segredos do Underdark e técnicas sombrias de combate que muitos guerreiros nem mesmo sonhariam em aprender. Azirel estava apenas servindo Lolth fazendo com que esses conhecimentos não se perdessem quando sua vida chegasse ao fim. Afinal de contas, foi ela que o entregou de forma simbólica quando seu discípulo ainda era um bebê.

“Como você teve sorte”, pensa Azirel enquanto sorri lembrando do momento em que Vazmaghor, sua Aranha-Espada, encontrou o bebê preso nas teias de uma Aranha-Enorme nas proximidades de Menzoberranzan. Mesmo sendo um macho, Vazmaghor é de uma espécie de aranha superior ao da fêmea que ameaçava a criança. O primeiro impulso da Aranha-Espada não era “salvar” o bebê, muito pelo contrário, porém seu companheiro assim exigiu. Foi necessário que Vazmaghor matasse a fêmea para que pudesse levar de lá aquela pequena criança. Uma heresia, mas Azirel Sel’Xarann sabia que Lolth estava envolvida em toda a trama que salvou aquela vida. Aquele acontecimento tinha um propósito e ele tem certeza que está de acordo com os misteriosos desejos da deusa. Caso não, ele é um dos maiores hereges de Menzoberranzan.

Esticando seus braços para o alto como se os alongassem, o eremita deixa com que aqueles pensamentos e lembranças se desfaçam e volta a observar seu jovem discípulo que se exercita dedicadamente.

– Alak! Por hoje é o suficiente. Descanse um pouco e depois vá buscar água para nós.

O jovem o olha e se inclina respeitosamente.

– Sim, meu senhor. – se endireitando rapidamente e partindo para buscar água para seu mestre.

Quando seu discípulo parte, Sel’Xarann adentra sua cabana e pega em sua trouxa um pequeno broche que foi encontrado há pouco tempo no mesmo lugar que encontrou seu discípulo. Olhando profundamente o broche, como se sentisse tristeza, Azirel Sel’Xarann sai da cabana e coloca o objeto no chão.

“Infelizmente você nunca poderá saber de que Casa você veio Alak. Pelo menos nunca saberá por mim”, concentrando-se no broche e sacando rapidamente sua espada, o eremita desfere um poderoso golpe que corta o objeto ao meio. Pegando as duas parte do chão, ele as joga fora, em lugares distantes uma da outra. Quando retorna a seu acampamento, Alak já se encontra com a água.

– Onde você estava mestre? – pergunta o jovem curioso.

– Me purificando.

Anúncios
  1. No trackbacks yet.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: