Archive for the ‘ Geral ’ Category

Último Post de 2011 – Mensagem e “Promessas”

Olá a todos!

Não podia deixar de postar uma mensagem de fim de ano, afinal nós temos esse costume social de ver a passagem de um ano para outro como um marco para grandes mudanças em nossa vida. Bem, de certa forma é, socialmente falando ao menos. Quando acaba o ano, muitos serviços prestam suas contas, trabalhadores saem de férias coletivas (descanso merecido), encerram-se alguns concursos públicos, etc. Começa-se o próximo ano temos novos editais, segunda fase do vestibular de algumas universidades, lista de chamadas são publicadas, e assim vai.

Mas ok.

Ainda assim, antes de falar sobre as “promessas” de 2012, gostaria de falar um pouco sobre esse nosso costume de ver marcos de grandes mudanças para nossas vidas. Mudanças não ocorrem “do nada”. Todas são resultados de uma conjunção de vários fatores e um deles são nossas ações, motivações, etc. Não posso dizer que 100% do nosso futuro está unicamente em nossa mão como indivíduo, mas grande parte está, e essa porcentagem aumenta quando se pensa no grupo.

Se nossas ações e motivações tem forte influência naquilo que iremos experienciar no futuro, atentar a elas diariamente? Não seria então mais interessante ver como marco de grandes mudanças em nossas vidas cada dia que se passa? Afinal, em termos de calendário, todo dia é um ano novo, dependendo do referencial rs.

Nossas ações e motivações são aquilo que temos como trabalhar, pois está em nós e depende muito menos de fatores externos. Nem sempre temos poder individual para mudar o mundo com ações individuais, porém, se cada um (sei que é piegas), mudar suas próprias atitudes e motivações, para que elas sejam mais condizentes com o futuro que desejamos, individualmente e socialmente falando, mudanças positivas ocorreram mesmo que a longo prazo.

Digo mudanças positivas por que todos os seres desejam felicidade e se livrar do sofrimento. Alguns acreditam que satisfazer desejos momentâneos, sentir prazeres imediatos, é felicidade e portanto cometem atrocidades para realizá-los, mesmo que esses também busquem felicidade e se livrar do sofrimento, suas ações não trarão tal resultado. O bom, é que esses são minoria. A grande maioria sabe que, para ser feliz, é necessário que os outros também sejam; mesmo que muitas vezes não façamos nada nesse sentido. Que ações descentralizadas em nosso ego, criam condições muito mais propícias para uma felicidade muito mais duradoura.

Não estou sugerindo necessariamente que se engajem em movimentos sociais e coisas do gênero, pois sei que muitas pessoas não concordam com essa forma de ação, mas sugiro, ao menos que observemos nossas ações e motivações. Que tentemos, minimamente, ajudar aqueles que nos são mais próximos, como nossos familiares, amigos, vizinhos; ou pelo menos, não atrapalhemos a vida dos outros.

Vamos refletir um pouco sobre como certas ações e motivações podem criar mais problemas do que satisfações. Pensar um pouco como, por exemplo, fofoquinhas crueis sobre a vida de terceiros, podem gerar hambientes desagradáveis para se conviver, mesmo que de início possa gerar um prazerzinho gostoso. Em como tirar a vida de alguma ser não é necessariamente a melhor solução para resolver um problema, como por exemplo baratas e mosquitos: se tem baratas e mosquitos em sua casa, é muito mais eficiente procurar o que está atraindo eles para ai do que matá-los pelo resto de sua vida esperando que, por algum milagre, eles não apareçam mais. Acabe com a causa e o efeito cessa. Claro que se a causa está no vizinho, nada como conversar para tentar resolver a situação.

Esses foram alguns exemplos. De qualquer maneira. Não precisamos aguardar a virada do ano para repensarmos em nossas ações e motivações. Nós precisamos desse exato momento. Portanto, utilizemos então a atenção, o dissernimento, a analise, para nos avaliar e nos propor mudanças. Vale a pena.

Bem, essa foi a mensagem. Agora vem as “promessas” rs

Há muita coisa programada para 2012 que tentarei ao máximo executar. Entre elas estão:

O segundo romance de Immortuos e o segundo livro de contos.

A finalização de Outcasts – Livro 1: Párias e a publicação de Outcasts – Livro 2: Legião dos Mortos revisado.

Novas apresentações de Pieces… em Peças.

Pelo menos mais duas novas apresentações do Grupo de Teatro do Colégio Casa do Saber (seu eu tiver aluno inscrito rs).

Novas xilos e rabiscos.

Duas HQs que estão ainda em processo de produção e como normalmente o nome é a última coisa que dou para a obra, não tenho nome delas ainda rs

E ainda outros tantos projetos que ainda estão em standby, mas que podem vir a tona nesse ano de 2012, aguardem notícias.

Ah sim! E mudança no visual do blog rs

Bem. Agradeço a todos que me apoiaram, ajudaram, participaram de alguma forma nos projetos que executei: tais como Mario Cau, ao Thiago “Nerds” de Lima, a Priscila Jeremias, Lari Mendes, Gustavo Baldin, ao pessoal do blog Casa de Prata, o pessoal do “falecido” blog Rolando Dados, aos meus alunos do Colégio Casa do Saber e Raul Pila, meus colegas professores e artistas, meus familiares e amigos, e especialmente ao meu professor Plinio Tsai e ao sensei Severino Sales.

Fica aqui então um feliz 2012 para todos e excelentes reflexões e ações significativas a cada momento.

Que todos sejamos felizes e que tenhamos causas para isso.

Atenciosamente,

Max Sawaya

Anúncios
%d blogueiros gostam disto: